Você está aqui ->
Home > Na Quadra e no Campo > Futebol > E.C. Vitória > O sonho ainda está vivo

O sonho ainda está vivo

O jogo de ontem no Barradão era contra o atual campeão brasileiro e jogando em casa um empate é sempre um resultado ruim. É deste modo que uma parte dos torcedores do Vitória encaram as competições das quais o Vitória participa. Obvio, diante do atual time que temos, é uma postura sonhadora, quase louca, imaginar que conseguiríamos ter uma postura de amplo domínio frente ao Corinthians.

A realidade é crua e nua… Nossa equipe tem grandes limitações e a contratações precisam ser feitas.

Eu tenho sistematicamente criticado a postura de Macini, sua leitura de jogo e, sobretudo, sua insistência em não por Jeferson e Juninho como titulares. José Welison fez uma excelente partida ontem na parte defensiva e para a proposta de jogo que tinha é preciso dar o braço a torcer… Mancini acertou.  Eu me atrevo a dizer que no jogo de ontem nós fomos melhores que nosso adversário e desde o inicio da partida nossa proposta de jogo foi a que dominou as características do jogo.

Iniciamos a partida com a postura defensiva com a possibilidade de explorarmos a velocidade nos contra-ataques puxados por Rhayner e Yago tendo Denilson mais a frente e Neilton jogando atrás do volante dos caras. A idéia era jogar por uma bola, mas em dados momentos do jogo nós subimos a marcação e apertamos a saída de bola, Neilton jogou muito e como numa espécie de recompensa pelas falhas frente ao Atlletico-MG, nossa zaga fez uma partida séria e segura.

A copa do Brasil é o caminho

Os jogos que ocorreram nestes últimos dias, pela Copa do Brasil e segunda rodada do brasileirão, aliado a postura discrepante do time nestas duas ocasiões, denotam que o caminho traçado por Mancini e a diretoria para alcançar o título nacional. O sorteio não nos favoreceu e as previsões advindas dos mares eram de uma goleada. Como vimos isto não aconteceu, ainda é muito cedo e não há o que comemorar. Só o futuro dirá se a aposta é a correta e se ela trará bons frutos, até aqui os prêmios advindo da passagem de cada fase tem sido proveitoso, mas ainda é muito pouco.

O sonho só é possível por uma questão de esforço romântico do raciocínio de parte do torcedor e diretoria, mas com o elenco que temos e a bateria de jogos que nos resta nas três competições que disputamos é surreal esperar isto. O futebol, é claro, já nos mostrou que o impossível é somente algo que ninguém havia feito antes. Mancini já foi campeão desta competição com times mais ou tão fraco estruturalmente como é o nosso. Sigamos e vamos esperar o que o jogo de volta nos reserva.

Emerson Leandro
Emerson Leandro Silva, torcedor do Vitória, escritor, Micro-empresário, fotógrafo, webwriter, designer e atleta aos fim de semana.
http://esportebaiano.com

Deixe uma resposta

8 − 3 =

Top