Você está aqui ->
Home > Na Quadra e no Campo > Futebol > Um BAVI de verdade

Um BAVI de verdade

O primeiro clássico, após a confusão do BAVI da vergonha, ocorreu sem grandes problemas. Em campo, os jogadores se respeitaram e preferiram esquecer as brigas e desavenças, para jogar futebol.

O rubro-negro começou melhor e teve a chance de abrir o placar numa roubada de bola de Neilton, pra cima de Tiago. Mas na sequência o próprio Tiago salvou. Logo na sequência veio o castigo. Numa bela jogada trabalhada pela direita, Vinicius deu uma assistência para Edigar Junior, que só teve o trabalho de se livrar do zagueiro e abrir o placar.

Polêmica

Como todo BAVI, esse também teve lances polêmicos. Em lançamento nas costas de Léo, Neilton ficou cara a cara com o goleiro Douglas, que fora da área, salvou com o braço. O juiz deu a falta mas não expulsou o jogador do Bahia. Jogadores do Vitória cercaram o árbitro, que após consultar o assistente, aplicou apenas o cartão amarelo.

No segundo tempo o Bahia ampliou o placar logo no início. E um pênalti meio bobo em Vinicius, cometido por Fernando Miguel, o meia Tricolor ampliou a vantagem.

Mas se a Torcida pedia uma goleada, foi o Vitória quem marcou. Em uma linda tabelinha entre Neilton e Juninho, o rubro-negro chegou ao empate com uma finalização, no ângulo, de garoto Luan, que acabara de entrar na partida.

E foi só. Agora a vantagem é do Bahia, que jogará por um empate no Barradão. Porém, o triunfo simples, garante o Tri Campeonato Baiano ao Vitória. Certeza de mais um jogão, no próximo domingo.

Foto divulgação: Mauricia da Mata/ ECVitória

Deixe uma resposta

dezesseis − 14 =

Top